Notícias

A+
A-

Humberto Ramos cometeu diversas irregularidades contábeis, sendo determinada a formulação de representação ao Ministério Público.

5 de junho de 2014

 

O Tribunal de Contas dos Municípios promoverá denúncia ao Ministério Público contra o ex-prefeito de Chorrochó, Humberto Gomes Ramos, pelo prática de diversas irregularidades contábeis em sua administração, no exercício de 2008. O relator, conselheiro Raimundo Moreira, determinou o ressarcimento aos cofres municipais, com recursos pessoais, do valor total de R$1.166.502,71, sendo R$648.529,11, decorrente da contabilização de despesas sem os respectivos processos de pagamentos e R$517.973,60, decorrentes de processos de pagamentos apresentados sem os comprovantes.

O gestor, mesmo com amplo acesso aos autos e espaço para a defesa, apresentou respostas, em sua maioria, evasivas, acompanhadas de documentos sem qualquer relação com as irregularidades questionadas, procedimento este reincidente, por ter ocorrido fatos similares à época da apresentação da defesa da prestação de contas anual. Ainda cabe recurso da decisão.

Íntegra do voto do relator do termo de ocorrência contra a Prefeitura de Chorrochó.

 

Mais Notícias

* Escolha o município e obtenha informações sobre a sua cidade.

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para o município dos próximos dias. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno