Notícias

A+
A-

O gestor Salvador Gonsalves foi punido em R$ 1.500,00 pela contratação direta do IMAP – Instituto Municipal de Administração Pública.

26 de junho de 2014

Nesta quinta-feira (26/06), o Tribunal de Contas dos Municípios multou o ex-prefeito de Curaçá, Salvador Lopes Gonsalves, pela contratação sem licitação do IMAP – Instituto Municipal de Administração Pública para a publicação dos atos oficiais, ao custo de R$ 58.882,00, no exercício de 2011. O conselheiro substituto, Antônio Carlos da Silva, aplicou multa de R$ 1.500,00 ao gestor, que ainda pode recorrer da decisão.

O TCM já consolidou entendimento de que não é admissível a contratação direta do referido instituto para a locação de software ou publicação de atos oficiais, vez que há no mercado diversas outras empresas que podem prestar o mesmo serviço, permitindo a escolha de proposta mais vantajosa pela administração municipal.

Íntegra do voto do relator do termo de ocorrência da Prefeitura de Curaçá.

Mais Notícias

* Escolha o município e obtenha informações sobre a sua cidade.

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para o município dos próximos dias. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno