Notícias

A+
A-

Djalma Gusmão da Silva foi multado em R$ 2,5 mil também pela desordem administrativa, ausência de planejamento e de controle.

8 de setembro de 2009














O
Tribunal de Contas dos Municípios, em sessão realizada
nesta terça-feira (08/09), julgou procedente as
irregularidades apontadas no relatório de auditoria realizada
na Prefeitura de Cordeiros, sob administração de Djalma
Gusmão da Silva, exercício de 2008.


O
relator, conselheiro José Alfredo, aplicou multa ao ex-gestor
no valor de R$ 2.500,00.


A
auditoria foi realizada em virtude da 5ª Inspetoria Regional de
Controle Externo ter constatado irregularidades na documentação
de receita e despesa da prefeitura, sendo elas: saldos elevados em
caixa entre os meses de maio a setembro de 2008, irregularidades nas
conciliações bancárias nos meses de fevereiro a
abril do mesmo ano e emissão de cheques sem apresentação
dos respectivos processos de pagamento.


Apesar
da prorrogação de prazo, o ex-prefeito não
conseguiu descaracterizar diversas irregularidades remanescentes.


A
auditoria revelou também a existência de desordem
administrativa, ausência de planejamento e de controle.


Íntegra
do voto do relator.
(O voto ficará disponível no portal
após a conferência na sessão seguinte a que foi
relatado).







Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

02/12/2021
TCM promove sorteio prévio para processos referentes a 2022
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia realizou, na sessão dessa quinta-feira (02/12), o...[leia mais]
02/12/2021
Diretor da Escola de Contas participa de evento sobre Governança Pública
O diretor adjunto da Escola de Contas do TCM, professor José Francisco de Carvalho Neto,...[leia mais]
01/12/2021
TCM amplia participação nas redes sociais
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia ampliou a sua presença nas redes sociais e desde...[leia mais]
01/12/2021
Auditor do TCM participa de evento sobre obras públicas
O auditor estadual de Infraestrutura, Bartolomeu Lordelo, representou o Tribunal de Contas dos...[leia mais]