Notícias Canto do título

A+
A-

Câmara de Mortugaba tem contas de 2019 aprovadas

23 de fevereiro de 2021

Na sessão desta terça-feira (23/02), realizada por meio eletrônico, os conselheiros e auditores da 2ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios aprovaram com ressalvas as contas da Câmara de Mortugaba, do exercício de 2019, da responsabilidade dos vereadores Aparício Martins Rocha (01/01 a 15/02) e Alberto Lázaro Brito Juiz (16/02 a 31/12). O relator do parecer, conselheiro substituto Cláudio Ventin, destacou, como ressalva, apenas a necessidade de melhorias no portal de transparência.

A Câmara de Mortugaba recebeu, de duodécimos, o valor total de R$1.090.959,60, sendo realizadas despesas orçamentárias no montante de R$1.007.242,54, respeitando, assim, o limite previsto no artigo 29-A da Constituição Federal. A despesa com pessoal alcançou a quantia de R$861.084,61, que correspondeu a 2,52% da Receita Corrente Líquida Municipal de R$34.104.904,81, não ultrapassando o limite de 6% definido na Lei de Responsabilidade Fiscal.

A 2ª Câmara do TCM é composta, atualmente, pelo conselheiro José Alfredo Rocha Dias e pelos conselheiros substitutos Cláudio Ventin e Ronaldo Nascimento de Sant’Anna.

Cabe recurso da decisão.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

03/07/2022
TCM promove capacitação sobre nova Lei de Licitações e Contratos
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, através da sua Escola de Contas, vai promover, a...[leia maisTCM promove capacitação sobre nova Lei de Licitações e Contratos]
29/06/2022
Contas de 2020 de Camaçari são aprovadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios emitiram parecer no qual recomendam à...[leia maisContas de 2020 de Camaçari são aprovadas]
29/06/2022
Contas das Prefeituras de Angical e Cansanção são rejeitadas
Na sessão desta quinta-feira (30/06), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios...[leia maisContas das Prefeituras de Angical e Cansanção são rejeitadas]