Notícias

A+
A-

O gestor Luciano Rios comprovou o recolhimento de multa e ressarcimento imputados pelo TCM, descaracterizando a principal irregularidade que motivou a rejeição inicial das contas.

24 de abril de 2014

O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quinta-feira (24/04), votou pelo provimento do pedido de reconsideração das contas da Câmara de Prado, na gestão de Luciano Vilas Boas Rios, relativas ao exercício de 2012, sendo modificado o decisório de rejeição para aprovação com ressalvas. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Dias, manteve a multa imputada no valor de R$ 3.500,00, mas retirou a determinação de ressarcimento, no montante de R$ 19.577,43, referente a despesa com taxas e juros geradas por atraso no cumprimento de obrigações, vez que ficou provado que a prefeitura, habitualmente, deixava de repassar no devido tempo os correspondentes valores duodecimais, gerando dificuldades para a administração da câmara municipal.

O gestor também apresentou, no recurso, as comprovações de pagamento de cinco do total de 10 parcelas, de multa a ele imputada pela Corte de Contas, bem assim da quitação do ressarcimento, descaracterizando a irregularidade que motivou a rejeição.

Íntegra do voto do relator das contas da Câmara de Prado. (O voto ficará disponível após conferência).

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

25/11/2021
Nordeste apresenta índices preocupantes sobre evasão escolar
Estudo sobre a Educação durante a pandemia, evidenciou as desigualdades regionais que...[leia mais]
24/11/2021
Prefeita de Sento Sé sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (25/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
23/11/2021
Webinário analisa estudo sobre “Permanência Escolar na Pandemia”
O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e...[leia mais]
23/11/2021
Câmara de Paulo Afonso e de outros 19 municípios têm contas aprovadas
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia...[leia mais]