Notícias

A+
A-

Tribunal multa a vereadora Maria Cacilda Costa de Aquino em R$ 1,5 mil por irregularidades encontradas em sua gestão no exercício de 2008.

8 de abril de 2010













Em sessão realizada nesta quinta-feira (08/04), o
Tribunal de Contas dos Municípios aprovou com ressalvas as contas da Câmara de
Ribeira do Amparo, da responsabilidade de Maria Cacilda Costa
de Aquino, referentes ao exercício de 2008.


A relatoria imputou multa de R$ 1.500,00 à gestora em
face das irregularidades remanescentes no parecer.


O acompanhamento da
execução orçamentária e a fiscalização contábil, financeira e patrimonial,
esteve a cargo da 10ª Inspetoria Regional de Controle Externo, que notificou a
gestora das falhas detectadas.


A lei orçamentária do
município

estimou a receita e
fixou a despesa para a Câmara em R$ 817.955,80, não havendo abertura de créditos
suplementares e nenhuma alteração orçamentária.


Constatou-se que foram
utilizados recursos extra-orçamentários de R$ 28.555,30, para pagamentos da
despesa orçamentária.


Os balancetes evidenciaram a inexistência de restos a
pagar, em respeito ao disciplinado no artigo 42, da Lei de Responsabilidade
Fiscal.


Íntegra do voto do relator das contas da Câmara de
Ribeira do Amparo. (O voto ficará disponível no portal após a
conferência).


Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

25/11/2021
Nordeste apresenta índices preocupantes sobre evasão escolar
Estudo sobre a Educação durante a pandemia, evidenciou as desigualdades regionais que...[leia mais]
24/11/2021
Prefeita de Sento Sé sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (25/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
23/11/2021
Webinário analisa estudo sobre “Permanência Escolar na Pandemia”
O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e...[leia mais]
23/11/2021
Câmara de Paulo Afonso e de outros 19 municípios têm contas aprovadas
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia...[leia mais]