Notícias Canto do título

A+
A-

O prefeito José Rodrigues Filho conseguiu descaracterizar a irregularidade que motivou a rejeição inicial das suas contas.

6 de maio de 2015

Na sessão desta quarta-feira (06/05), o Tribunal de Contas dos Municípios conferiu provimento ao pedido de reconsideração formulado pelo prefeito de Andorinha, José Rodrigues Guimarães Filho, modificando a recomendação de rejeição para aprovação com ressalvas das contas relativas ao exercício de 2013, mas manteve a multa de R$ 5 mil aplicada anteriormente. O conselheiro Paolo Marconi, relator do parecer, revogou a determinação de representação ao Ministério Público e o ressarcimento de R$ 9.608,68, vez que o gestor apresentou o comprovante do depósito da quantia questionada.

No recurso, o gestor comprovou que as contratações realizadas através de dispensas e inexigibilidades de licitação, no total de R$ 506.421,56, foram necessárias no início da gestão para não prejudicar a prestação dos serviços públicos e duraram apenas o período necessário à deflagração das competentes licitações, tanto assim que nenhum desses contratos foi prorrogado, descaracterizando a irregularidade que motivou a rejeição.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

03/07/2022
TCM promove capacitação sobre nova Lei de Licitações e Contratos
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, através da sua Escola de Contas, vai promover, a...[leia maisTCM promove capacitação sobre nova Lei de Licitações e...]
29/06/2022
Contas de 2020 de Camaçari são aprovadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios emitiram parecer no qual recomendam à...[leia maisContas de 2020 de Camaçari são...]
29/06/2022
Contas das Prefeituras de Angical e Cansanção são rejeitadas
Na sessão desta quinta-feira (30/06), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios...[leia maisContas das Prefeituras de Angical e Cansanção são...]