Notícias

A+
A-

Os gestores Ana Cristina Moreira e Antônio Jorge Nunes foram multados em R$ 7 mil e R$ 3 mil, respectivamente, pelas irregularidades cometidas.

12 de novembro de 2014

O Tribunal de Contas dos Municípios reprovou, nesta quarta-feira (12/11), as contas da Prefeitura de Pojuca, na gestão de Ana Cristina Nunes Moreira e de Antônio Jorge de Aragão Nunes, referentes ao exercício de 2013, pelas irregularidades contidas no relatório, em especial, a abertura e utilização de créditos no montante de R$ 2.801.673,51 sem a existência de recursos disponíveis para suporte da despesa, o que por si só, compromete o mérito da prestação.

O relator do parecer, conselheiro José Alfredo, imputou multa no valor de R$ 7 mil à gestora, que ficou na administração no período de 01/01 a 23/10, e de R$ 3 mil ao segundo gestor, que assumiu de 24/10 a 31/12.

A relatoria também ressaltou que a administração municipal tem sido omissa em relação a não inscrição e cobrança dos créditos municipais, o que pode caracterizar ato de improbidade administrativa e prejudicar o mérito de contas futuras. A Dívida Ativa Tributária, ao final de 2013, registrou saldo superior ao montante de R$ 11.275.708,63, sendo cobrado a quantia de apenas R$ 29.631,28.

Cabe recurso da decisão.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

25/11/2021
Nordeste apresenta índices preocupantes sobre evasão escolar
Estudo sobre a Educação durante a pandemia, evidenciou as desigualdades regionais que...[leia mais]
24/11/2021
Prefeita de Sento Sé sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (25/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
23/11/2021
Webinário analisa estudo sobre “Permanência Escolar na Pandemia”
O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e...[leia mais]
23/11/2021
Câmara de Paulo Afonso e de outros 19 municípios têm contas aprovadas
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia...[leia mais]