Notícias Canto do título

A+
A-

Contas de 2020 de Camaçari são aprovadas

30 de junho de 2022

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios emitiram parecer no qual recomendam à Câmara de Vereadores de Camaçari a aprovação, ainda que com ressalvas, das contas de governo e de gestão do prefeito Antônio Elinaldo Araújo da Silva, referentes ao exercício de 2020. A decisão foi proferida na sessão realizada nesta quinta-feira (30/06).

O conselheiro Nelson Pellegrino, relator do parecer, também apresentou para aprovação a Deliberação de Imputação de Débito, com multa ao gestor de R$1,5 mil pelas ressalvas indicadas no relatório técnico.

O município de Camaçari apresentou, em 2020, uma receita da ordem de R$1.578.841.053,23, enquanto as despesas alcançaram R$1.517.650.096,40, o que indica um superávit orçamentário de R$61.190.956,83. O saldo disponível em caixa no final do exercício – R$223.790.191,93 – foi suficiente para cobrir as despesas com restos a pagar e de curto prazo, cumprindo a determinação contida no artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Em relação às obrigações constitucionais e legais, o gestor investiu 25,71% da receita resultante de impostos e transferências na manutenção e desenvolvimento do ensino, atendendo ao percentual mínimo de 25%. Nas ações e serviços de saúde foram aplicados 23,94% dos recursos previstos para esta finalidade, também cumprindo o mínimo de 15%.

Na área da Educação, o investimento no pagamento da remuneração dos profissionais do magistério alcançou 89,32% dos recursos disponibilizados pelo Fundeb, atendendo ao mínimo de 60%. E, conforme dados do sistema SIGA, do TCM, 98,94% dos professores estão recebendo salários em conformidade com o piso salarial profissional nacional, cumprindo a Lei n° 11.738/2008, ao passo que 1,06% desses profissionais estão recebendo salários abaixo do piso, devendo o gestor adotar as providências cabíveis para regularização da matéria.

Já a despesa com pessoal em 2020 foi de R$503.991.797,50, representando 41,84% da Receita Corrente Líquida do município (R$1.204.629.951,17), dentro do limite de 54% definido na Lei de Responsabilidade Fiscal.

O relatório técnico, por fim, apontou como ressalvas: a não comprovação do efetivo incentivo à participação popular e da realização de audiências públicas durante a fase de discussão e elaboração dos instrumentos de planejamento; reincidência na baixa arrecadação da dívida ativa, que representou apenas 2,12% do estoque escriturado em 2019; não comprovação da adoção de ações de cobrança de multas e ressarcimentos imputados a agentes políticos do município; e a intempestiva remessa de duas prestações de contas mensais, além de contínuos pedidos de reabertura do sistema SIGA, em descumprimento aos prazos dispostos em Resoluções do TCM.

O Ministério Público de Contas, através do procurador Danilo Diamantino Gomes da Silva, também se manifestou no sentido da aprovação com ressalvas dessas contas, aplicando-se multa ao gestor.

Cabe recurso da decisão.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

04/08/2022
Abertas inscrições para o Prêmio IAF de educação fiscal
A edição 2022 do Prêmio IAF de Educação Fiscal, promovido pelo Instituto dos Auditores Fiscais...[leia maisAbertas inscrições para o Prêmio IAF de educação...]
03/08/2022
Visitas técnicas do MMD-TC começam nesta segunda
As visitas técnicas dos integrantes das comissões de Garantia de Qualidade da Avaliação (CGQA)...[leia maisVisitas técnicas do MMD-TC começam nesta...]
03/08/2022
Corregedoria faz alerta sobre condutas vedadas durante período eleitoral
O conselheiro Fernando Vita, corregedor-geral do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia,...[leia maisCorregedoria faz alerta sobre condutas vedadas durante período...]
03/08/2022
Ex-prefeito de Manoel Vitorino é multado em R$ 15 mil
O ex-prefeito Heleno Viriato de Alencar Vilar, do município de Manoel Vitorino, situado a 380...[leia maisEx-prefeito de Manoel Vitorino é multado em R$ 15...]