Notícias

A+
A-

Joseval Silva foi punido com multa R$ 4 mil pela contratação excessiva de servidores comissionados.

15 de março de 2012

















O
Tribunal de Contas dos Municípios, na tarde desta quinta-feira
(15/03), julgou procedente o termo de ocorrência lavrado na
Câmara de Candeias, sob a responsabilidade de
Joseval
da Silva, devido a irregularidades comprovadas como excesso de
pessoal comissionado durante o exercício de 2010.



A relatoria aplicou uma
multa de R$ 4 mil e determinou um prazo de 60 dias para a devida
regularização, advertindo ao gestor para a obediência
dos princípios regentes da Administração
Pública.



Foi identificado pela 1ª
Inspetoria Regional de Controle Externo irregularidades no que
concerne a criação excessiva de cargos em comissão,
revelando que dos 234 servidores do Legislativo 90,6% é
constituído de servidores comissionados para 9,4% de efetivos,
contrariando assim às determinações de que trata
o inciso V do art. 37 da Constituição Federal.



O
gestor, em seu direito de resposta, apresentou farta
colação
de ensinamentos doutrinários e jurisprudenciais, que não
foram aplicados em sua gestão, restando a relatoria dar
procedência ao termo.



Íntegra do voto
do termo de ocorrência lavrado na Câmara de Candeias.



Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

02/12/2021
TCM promove sorteio prévio para processos referentes a 2022
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia realizou, na sessão dessa quinta-feira (02/12), o...[leia mais]
02/12/2021
Diretor da Escola de Contas participa de evento sobre Governança Pública
O diretor adjunto da Escola de Contas do TCM, professor José Francisco de Carvalho Neto,...[leia mais]
01/12/2021
TCM amplia participação nas redes sociais
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia ampliou a sua presença nas redes sociais e desde...[leia mais]
01/12/2021
Auditor do TCM participa de evento sobre obras públicas
O auditor estadual de Infraestrutura, Bartolomeu Lordelo, representou o Tribunal de Contas dos...[leia mais]