Notícias

A+
A-

Maria das Graças de Oliveira é penalizada com multas de R$ 28.800,00 e R$ 15.000,00 e terá que ressarcir R$ 2.801,92.

4 de outubro de 2012

















Na
sessão de quarta-feira (03/10), o Pleno do Tribunal de Contas
dos Municípios rejeitou as contas da Prefeitura Municipal de
Nilo Peçanha
, correspondentes ao exercício financeiro
de 2011, de responsabilidade de Maria das Graças Soares de
Oliveira, a quem foram imputados o ressarcimento aos cofres públicos
municipais da importância de R$2.801,92 e multas de
R$28.800,00, equivalente a 30% de seus vencimentos anuais e de
R$15.000,00.



Não
foram poucas as irregularidades apontadas pela relatoria, entre elas
que as despesas com pessoal alcançaram o percentual de 70,64%
da receita corrente líquida, ultrapassando, consequentemente,
o limite definido pela Lei Complementar nº 101/00 e aplicação
do

percentual de
56,11%
dos
recursos originários do FUNDEB na remuneração de
profissionais em efetivo exercício do magistério, em
inobservância ao estabelecido por Lei Federal, que exige a
aplicação mínima de 60%.



Também, não
foi restituída à conta específica do FUNDEB, com
recursos públicos municipais, a importância de
R$473.298,11, correspondente a despesas glosadas em exercícios
financeiros anteriores.



Foram ainda realizadas
despesas no importe de R$2.000,00 com recursos provenientes do FUNDEB
em atividades estranhas à educação básica,
pelo que se determina ao gestor a restituição urgente
à conta específica do FUNDEB, sob pena da lavratura do
competente termo de ocorrência e da sua consequente incursão
nas sanções legais previstas.



Da análise do
Balanço Orçamentário, apurou-se que do total de
R$23.733.226,00 estimado para a receita foram arrecadados
R$22.848.141,96, correspondentes a 96,27% da previsão. A
despesa foi autorizada em R$23.733.226,00 e a realizada no valor de
R$22.943.983,18 correspondente a 96,67% das autorizações.
Do confronto entre as receitas arrecadadas e as despesas realizadas
resultou um déficit orçamentário de R$95.841,22.



No uso do direito de
defesa, as justificativas da gestora foram insuficientes para
descaracterizar a maioria das irregularidades.



Ainda cabe recurso da
decisão.



Íntegra do voto da
rejeição de contas da Prefeitura de Nilo Peçanha.



Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

02/12/2021
TCM promove sorteio prévio para processos referentes a 2022
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia realizou, na sessão dessa quinta-feira (02/12), o...[leia mais]
02/12/2021
Diretor da Escola de Contas participa de evento sobre Governança Pública
O diretor adjunto da Escola de Contas do TCM, professor José Francisco de Carvalho Neto,...[leia mais]
01/12/2021
TCM amplia participação nas redes sociais
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia ampliou a sua presença nas redes sociais e desde...[leia mais]
01/12/2021
Auditor do TCM participa de evento sobre obras públicas
O auditor estadual de Infraestrutura, Bartolomeu Lordelo, representou o Tribunal de Contas dos...[leia mais]