Notícias

A+
A-

Epifânio Sampaio não apresentou qualquer justificativa para descaracterizar a irregularidade e deverá devolver ao erário municipal o total de R$ 171.244,40.

23 de maio de 2013

 

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (23/05), julgou procedente o termo de ocorrência lavrado contra a Prefeitura de Muritiba, na gestão de Epifânio Marques Sampaio, em razão da não obediência às formalidades legais quanto à regularização dos valores contabilizados no ativo realizável no montante de R$ 5.047,94 e, ainda, pela ausência da prestação de contas de recursos repassados à entidades civis, no total de R$ 171.244,40, no exercício de 2010.

Embora tenha o denunciado solicitado prazo para apresentação de defesa adicional, nenhuma prova nova foi apresentada.

A relatoria solicitou a formulação de representação ao Ministério Público contra o gestor, determinou o ressarcimento ao erário de R$ 171.244,40, com recursos próprios, e multa no importe de R$ 2.000,00.

Ainda cabe recurso.

Íntegra do voto do relator do termo de ocorrência lavrado na Prefeitura de Muritiba.

 

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

06/12/2021
Contas de 2020 da Prefeitura de Canudos são rejeitadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia emitiram parecer, na sessão desta...[leia mais]
06/12/2021
Quatro prefeituras têm pareceres pela aprovação de contas de 2020
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, em sessão nesta terça-feira...[leia mais]
05/12/2021
TCM promove IV Encontro Técnico de Controle Externo
Auditores estaduais e demais profissionais que compõem o corpo técnico do Tribunal de Contas dos...[leia mais]
05/12/2021
Auditora do TCM participa de live sobre o “novo Fundeb”
A auditora de controle externo do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, Karina Menezes...[leia mais]