Notícias

A+
A-

O gestor Cloves Oliveira é reincidente no cometimento da irregularidade e foi multado em R$ 25 mil.

6 de maio de 2015

Nesta quarta-feira (06/05), o Tribunal de Contas dos Municípios multou o prefeito de Castro Alves, Cloves Rocha Oliveira, em R$ 25 mil e determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual pela contratação inconstitucional de pessoal sem concurso público no exercício de 2013. O gestor, que é reincidente na irregularidade, não observou as determinações do TCM para a imediata regularização da situação funcional dos profissionais contratados.

O relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, ressaltou que, nos dois exercícios anteriores, essa mesma irregularidade foi objeto de destaque nos pareceres, que opinaram pela rejeição das contas de 2011 e 2012. No entanto, o prefeito ampliou os gastos com trabalhadores temporários em mais de R$ 2 milhões, em apenas dois anos, sem quaisquer justificativas plausíveis para tanto, alcançando gastos no montante de R$ 4.454.370,46.

Cabe recurso da decisão.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

01/12/2021
TCM amplia participação nas redes sociais
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia ampliou a sua presença nas redes sociais e desde...[leia mais]
01/12/2021
Auditor do TCM participa de evento sobre obras públicas
O auditor estadual de Infraestrutura, Bartolomeu Lordelo, representou o Tribunal de Contas dos...[leia mais]
01/12/2021
Ex-prefeito de Ribeiro do Pombal sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (02/12), realizada por meio eletrônico, os conselheiros do...[leia mais]
01/12/2021
Conselheiros do TCM acatam recurso e aprovam contas de Anguera
Na sessão desta quinta-feira (02/12), realizada por meio eletrônico, os conselheiros do Tribunal...[leia mais]