Notícias

A+
A-

Em 2005, Dilson Santiago fez doação de R$ 40 mil à Liga de Itamaraju, mas só apresentou comprovantes de R$ 15 mil. Também é multado em R$ 600.

28 de julho de 2011













O Tribunal de Contas dos
Municípios, em sessão desta quinta-feira (28/07),
considerou irregular a prestação de contas dos recursos
repassados pela Prefeitura de
Itamaraju
, à Liga de Futebol de
Itamaraju, sob a responsabilidade do prefeito Dilson
Batista Santiago, no exercício de 2005.



O relator, Cons.
Substituto Antônio Emanuel de Souza, imputou ao prefeito multa de R$ 600,00 e o ressarcimento do montante de R$ 24.746,57.



O valor repassado pela
Prefeitura Municipal de Itamaraju à Entidade, à título
de Subvenção Social, no exercício financeiro de
2005, de acordo com o sistema SAESC, do TCM, alcançou o valor
de R$ 40 mil, tendo sido
apresentadas cópias de comprovantes de despesa no valor total
de R$ 15.253,43, restando
uma diferença a comprovar, no montante de R$ 24.746,57.



Os argumentos
apresentados pelo Gestor, que teve amplo direito de defesa, não
descaracterizam as irregularidades apontadas, restando ausentes
alguns documentos exigidos pela Resolução TCM nº
1.121/05.



Íntegra do voto da
prestação de contas da prefeitura de Itamaraju.



Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

25/11/2021
Nordeste apresenta índices preocupantes sobre evasão escolar
Estudo sobre a Educação durante a pandemia, evidenciou as desigualdades regionais que...[leia mais]
24/11/2021
Prefeita de Sento Sé sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (25/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
23/11/2021
Webinário analisa estudo sobre “Permanência Escolar na Pandemia”
O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e...[leia mais]
23/11/2021
Câmara de Paulo Afonso e de outros 19 municípios têm contas aprovadas
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia...[leia mais]