Notícias

A+
A-

Além de representação ao Ministério Público, Isaac de Carvalho foi multado em R$ 6 mil pela vinculação da receita ao pagamento pelo serviço realizado.

28 de maio de 2013

 

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta terça-feira (28/05), considerou procedente o termo de ocorrência lavrado contra o prefeito de Juazeiro, Isaac Cavalcante de Carvalho, por irregularidades na contratação do escritório de advocacia Dino, Siqueira e Gico Advogados, no exercício de 2011, através do processo de Inexigibilidade nº 022/2011, tendo por objeto a prestação de serviços advocatícios para revisão de valores de aproximadamente R$ 80 milhões, relativos à dívida do município.

O relator, Conselheiro Fernando Vita, solicitou a formulação de representação ao Ministério Público, determinou o imediato cancelamento do contrato e a abstenção de qualquer pagamento a título de êxito, além de ter imputado multa ao gestor no valor de R$ 6 mil. Cabe recurso da decisão.

O processo apontou que os serviços devem ser pagos na forma de honorários advocatícios à título de pro labore e ad êxito, com valor global máximo estimado em R$ 9.463.000,00, e que o contrato celebrado caracteriza-se como contrato de risco, cujo pagamento foi condicionado a evento futuro e indefinido, eivando, em consequência, de irregularidade, todas as despesas originárias.

A relatoria concluiu que, é firme a jurisprudência deste Tribunal, no que diz respeito à vedação da vinculação da receita ao pagamento pelo serviço realizado, ou seja, a figura do contrato de risco, restando comprovada a ilegalidade do procedimento.

Íntegra do voto do relator do termo de ocorrência lavrado na Prefeitura de Juazeiro.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

25/11/2021
Nordeste apresenta índices preocupantes sobre evasão escolar
Estudo sobre a Educação durante a pandemia, evidenciou as desigualdades regionais que...[leia mais]
24/11/2021
Prefeita de Sento Sé sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (25/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
23/11/2021
Webinário analisa estudo sobre “Permanência Escolar na Pandemia”
O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e...[leia mais]
23/11/2021
Câmara de Paulo Afonso e de outros 19 municípios têm contas aprovadas
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia...[leia mais]