Notícias

A+
A-

O gestor Davi Frank Machado deverá ressarcir mais de R$ 8 mil ao erário pelo pagamento de juros e multas.

12 de junho de 2012
















Na
sessão desta terça-feira (12/06), o Tribunal de Contas
dos Municípios votou pela procedência do termo de
ocorrência lavrado na Prefeitura de Mansidão, da
responsabilidade de Davi Frank Gomes Machado, pelo
pagamento
de multas e juros, no total de
R$
8.528,22,

em razão da quitação com atraso de contribuições
previdenciárias

no exercício de 2011.


A
despeito de sua notificação regular e de ter
comparecido para obter cópias
do
processo, o gestor não apresentou qualquer esclarecimento para
descaracterizar a irregularidade apontada na inicial.



O conselheiro Fernando
Vita, relator do processo, determinou a devolução do
montante de R$ 8.528,22 aos cofres municipais, com recursos próprios
do prefeito, e multa no valor de R$ 1 mil.



Íntegra do voto do
relator do termo de ocorrência lavrado na Prefeitura de
Mansidão.



Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

15/09/2021
Contas de 2019 de Salinas da Margarida são aprovadas
Na sessão desta quinta-feira (16/09), realizada por meio eletrônico, os conselheiros do...[leia mais]
15/09/2021
Ex-prefeita de Itiúba tem contas aprovadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia acataram, na sessão desta...[leia mais]
15/09/2021
Conselheiros acatam recurso e aprovam contas de Cachoeira
Na sessão desta quinta-feira (16/09), realizada por meio eletrônico, os conselheiros do Tribunal...[leia mais]
14/09/2021
Ex-prefeito de Santo Amaro sofre representação ao MPE
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios acataram...[leia mais]