Notícias

A+
A-

O prefeito nomeou funcionários que já tinham vínculos com outras prefeituras e foi multado em R$ 2 mil.

10 de fevereiro de 2015

Na sessão desta terça-feira (10/02), o Tribunal de Contas dos Municípios imputou multa no valor de R$ 2 mil ao prefeito de Remanso, Celso Silva e Souza, pelo pagamento indevido de remuneração a quatro funcionários com acumulação irregular de cargos públicos, no exercício de 2013.

Com base no parecer do Ministério Público de Contas, o relator do processo, conselheiro Raimundo Moreira, entendeu que as situações dos funcionários não se enquadram em quaisquer das possibilidades de acumulação previstas na Constituição, sendo necessária a imputação de multa ao gestor, deixando, contudo, de determinar o ressarcimento aos cofres públicos dos valores pagos aos servidores a título de remuneração, por não existir prova de ausência de desempenho das atividades ou de não comparecimento ao trabalho.

Cabe recurso da decisão.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

06/12/2021
Contas de 2020 da Prefeitura de Canudos são rejeitadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia emitiram parecer, na sessão desta...[leia mais]
06/12/2021
Quatro prefeituras têm pareceres pela aprovação de contas de 2020
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, em sessão nesta terça-feira...[leia mais]
05/12/2021
TCM promove IV Encontro Técnico de Controle Externo
Auditores estaduais e demais profissionais que compõem o corpo técnico do Tribunal de Contas dos...[leia mais]
05/12/2021
Auditora do TCM participa de live sobre o “novo Fundeb”
A auditora de controle externo do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, Karina Menezes...[leia mais]