Notícias

A+
A-

Ricardo Jasson do Carmo contratou irregularmente empresa de transporte escolar pelo elevado montante de R$ 331.650,00.

12 de abril de 2012





O Pleno do Tribunal de Contas dos Municípios

O
Pleno do Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira (12/04), julgou
procedente o termo de ocorrência lavrado na Prefeitura de Santo
Amaro
, sob a gestão de Ricardo Jasson Magalhães Machado do Carmo, em função
da contratação irregular de transporte escolar, durante o exercício de 2009.

O
relator, conselheiro Paolo Marconi, aplicou uma multa de R$ 5 mil ao gestor, que
pode recorrer da decisão.

A
1ª Inspetoria Regional de Controle Externo identificou irregularidades no que
concerne a contratação irregular da empresa ODM Transportes Ltda, que presta
serviços de transporte escolar, no importe de R$ 331.650,00.

O
gestor, em sua defesa, não conseguiu comprovar as razões da escolha específica
da ODM Transportes LTDA., nem apresentou o processo licitatório realizado para
a contratação.

Também
não justificou o preço elevado pago pelos serviços prestados e deixou de
atestar a equivalência do dispêndio com os valores praticados no mercado de
transportes escolares.

Íntegra
do voto
do relator do termo de ocorrência lavrado na Prefeitura de Santo
Amaro.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

02/12/2021
TCM promove sorteio prévio para processos referentes a 2022
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia realizou, na sessão dessa quinta-feira (02/12), o...[leia mais]
02/12/2021
Diretor da Escola de Contas participa de evento sobre Governança Pública
O diretor adjunto da Escola de Contas do TCM, professor José Francisco de Carvalho Neto,...[leia mais]
01/12/2021
TCM amplia participação nas redes sociais
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia ampliou a sua presença nas redes sociais e desde...[leia mais]
01/12/2021
Auditor do TCM participa de evento sobre obras públicas
O auditor estadual de Infraestrutura, Bartolomeu Lordelo, representou o Tribunal de Contas dos...[leia mais]