Notícias

A+
A-

O prefeito Guilherme de Andrade conseguiu esclarecer os questionamentos mais significativos, além de minimizar o impacto de algumas outras pendências sobre o mérito das contas.

6 de março de 2012

















Na
sessão desta terça-feira (06/03), o Tribunal de Contas
dos Municípios votou pelo provimento do pedido de
reconsideração das contas da Prefeitura de Vitória
da Conquista
, na gestão de Guilherme Menezes de Andrade,
relativas ao exercício de 2010.



A
relatoria emitiu novo decisório, desta vez pela aprovação
das contas
,
todavia, com ressalvas e imputação de sanção
pecuniária.



Na
reconsideração, o prefeito conseguiu comprovar o
investimento total de
R$
77.843.598,10 na manutenção e desenvolvimento do
ensino,
representando
o percentual de
25,02%,
em
cumprimento ao disposto no art. 212 da Constituição
Federal.



Também
foi descaracterizada a irregularidade relativa à
abertura
de créditos adicionais suplementares por excesso de
arrecadação em fontes específicas, no montante
de R$ 5.230.435,09, sem suporte financeiro para as despesas.



Quanto
ao
apontamento
envolvendo a existência de déficit orçamentário
da ordem de R$ 14.221.672,74, a relatoria constatou que o valor da
despesa realizada foi de R$ 299.328.380,20 conforme demonstrado no
Balanço Orçamentário, enquanto a receita
totalizou R$ 317.994.085,23, resultando num superávit de R$
18.665.705,03.



Assim
sendo, o recorrente logrou
esclarecer
os questionamentos mais significativos, além de minimizar o
impacto de algumas outras pendências sobre o mérito das
contas.



Íntegra do voto
do
relator das contas da Prefeitura de Vitória da Conquista.



Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

25/11/2021
Nordeste apresenta índices preocupantes sobre evasão escolar
Estudo sobre a Educação durante a pandemia, evidenciou as desigualdades regionais que...[leia mais]
24/11/2021
Prefeita de Sento Sé sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (25/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
23/11/2021
Webinário analisa estudo sobre “Permanência Escolar na Pandemia”
O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e...[leia mais]
23/11/2021
Câmara de Paulo Afonso e de outros 19 municípios têm contas aprovadas
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia...[leia mais]