Notícias

A+
A-

Apesar de advertido pelo TCM, o prefeito Leopoldo Neto continua contratando comissionado, desrespeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal.

5 de março de 2015

O prefeito de Angical, Leopoldo de Oliveira Neto, foi multado em R$ 5 mil pelo Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quinta-feira (05/03), por continuar a contratar pessoal para cargo comissionado, ignorando advertência e recomendações do TCM para redução dos gastos, que já extrapolou o percentual máximo de 54% previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

No exercício de 2013, a Prefeitura de Angical promoveu despesas com pessoal no montante de R$ 16.653.947,13, correspondendo a 69,86% da Receita Corrente Líquida, que foi de R$ 23.840.510,53. Por isso, o gestor foi multado de R$ 39.456,00, equivalentes a 30% dos seus vencimentos anuais, em decorrência da não execução de medidas para a redução dos gastos. A relatoria destacou que o prefeito tem agravado ainda mais sua situação, vez que continua contratando comissionados no exercício de 2014 e não reduzindo a despesa.

Cabe recuso da decisão.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

06/12/2021
Contas de 2020 da Prefeitura de Canudos são rejeitadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia emitiram parecer, na sessão desta...[leia mais]
06/12/2021
Quatro prefeituras têm pareceres pela aprovação de contas de 2020
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, em sessão nesta terça-feira...[leia mais]
05/12/2021
TCM promove IV Encontro Técnico de Controle Externo
Auditores estaduais e demais profissionais que compõem o corpo técnico do Tribunal de Contas dos...[leia mais]
05/12/2021
Auditora do TCM participa de live sobre o “novo Fundeb”
A auditora de controle externo do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, Karina Menezes...[leia mais]