Notícias

A+
A-

TCM representa ao MP contra prefeito de Nova Viçosa

5 de outubro de 2016

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quarta-feira (05/10), determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra o prefeito de Nova Viçosa, Marvio Lavor Mendes, para que seja apurada a prática de improbidade administrativa na celebração e execução de contrato de risco com o escritório Fonseca Benevuto Consultoria e Advocacia, nos exercício de 2013 e 2014. O relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, determinou a restituição aos cofres municipais da quantia de R$87.970,03, por pagamentos feitos ao escritório sem a prova da contraprestação, e multou o gestor em R$5.000,00.
Apesar de notificado, o gestor não apresentou qualquer defesa às acusações formuladas . A relatoria constatou que o contrato, nos moldes em que foi celebrado, não era compatível com o regime jurídico aplicável às contratações realizadas pela Administração Pública. A Lei de Licitações exige que as contratações sejam realizadas por preço certo, sendo justamente este o impeditivo à celebração de contratos de risco, que não encontram autorização legal.
Cabe recurso da decisão.

Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

23/09/2021
Diretoria do TCM orienta sobre “Estudo Técnico Preliminar” para contratações
Com o intuito de abordar – de maneira prática e descomplicada – os principais pontos da nova...[leia mais]
22/09/2021
Conselheiro Nelson Pellegrino relata primeiros processos no Pleno do TCM
O conselheiro Nelson Pellegrino participou nesta quinta-feira (23/09) da primeira sessão do...[leia mais]
22/09/2021
Conselheiro Mário Negromonte vai presidir a 2ª Câmara do TCM
O conselheiro Mário Negromonte foi eleito para presidir a 2ª Câmara do Tribunal de Contas dos...[leia mais]
22/09/2021
Auditoria aponta falhas na distribuição de medicamentos em Porto Seguro
A auditoria realizada por técnicos do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia apontou...[leia mais]