Notícias

A+
A-

Marta Helena Leal foi punida em R$ 2 mil por desobedecer a Lei de Licitações.

9 de agosto de 2012

















O
Pleno do Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira
(09/08), decidiu pelo
provimento
em parte, do

pedido de reconsideração, contestado por
Marta
Helena Leal

presidente da Câmara de Teixeira de
Freitas
, em função
de irregularidade na contratação direta por
inexibilidade de licitação, durante o exercício
de 2009.



O relator, Conselheiro
Paolo Marconi, manteve a multa de R$ 2 mil a ser recolhido aos cofres
municipais.



A
gestora, em seu amplo direito de defesa, comprovou as certidões
negativas do INSS e FGTS, emitidas pela empresa Interativa Sistemas
Corporativos Ltda, descaracterizando a falha inicial, entretanto, com
relação à contratação da mesma
empresa por inexibilidade de licitação pelo valor
global de
R$
26.369,00, a presidente não obteve o mesmo êxito, a
relatoria manteve portanto a procedência parcial do pedido de
reconsideração.



Íntegra do voto
do
pedido de reconsideração da Câmara de Teixeira de
Freitas.























Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

16/05/2022
Conselheiros lamentam morte de Luiz Viana Neto
O presidente do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, conselheiro Plínio Carneiro Filho,...[leia mais]
15/05/2022
Assessoria jurídica do TCM divulga nova edição do “Compêndio Jurídico”
A Assessoria Jurídica do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia publicou, nesta segunda-feira...[leia mais]
11/05/2022
Contas de Dias D’Ávila e de outros três municípios são aprovadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quinta-feira (12/05),...[leia mais]
11/05/2022
Contas das Prefeituras de Esplanada e Gongogi são reprovadas
Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia emitiram, na sessão desta...[leia mais]