Notícias

A+
A-

Vereador Francisco Carlos Santana de Andrade teve pedido de reconsideração acatado, sua gestão foi aprovada com ressalvas, mas foi multado em R$ 2 mil.

1 de julho de 2010














Depois
rejeitar inicialmente as contas da Câmara Municipal

de
Tucano,
o Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quinta-feira
(01/07), acatou o pedido de reconsideração aprovando,
mas com ressalvas, as movimentações financeiras do
Legislativo referentes ao exercício de 2008.



O relator, conselheiro
José Alfredo Rocha Dias, aplicou multa no valor de R$ 2 mil ao
vereador Francisco Carlos Santana de Andrade, presidente da câmara.


O
gestor efetuou gastos irregulares na

aquisição
de combustíveis e materiais de consumo, além de falhas
apontadas no relatório anual.




Entretanto, apresentou
recurso com comprovantes de pagamento parcelado de multa
anteriormente aplicada no valor de R$ 3.500, houve comprovação
da devolução à prefeitura do saldo no montante
de R$ 72 mil reais, ao final do exercício, e foi encaminhado,
ainda que com atraso, o relatório de transmissão de
governo.


Íntegra
do voto do relator.
(O
voto ficará disponível no portal após a
conferência).










Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

20/01/2022
TCM reagenda as datas-limite de inserção de dados no sistema SIGA e do sistema e-TCM
O Tribunal de Contas dos Municípios informa que, tendo em vista a edição da Resolução...[leia mais]
19/01/2022
TCM retoma contagem dos prazos processuais nesta sexta (21)
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia restabelece, nesta sexta-feira (21/01), a fluência...[leia mais]
13/01/2022
Diretoria do TCM divulga novo estudo sobre a lei de licitações
A Diretoria de Assistência aos Municípios – DAM, do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
10/01/2022
TCM passa a exigir comprovante de vacinação para acesso às suas dependências
O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia passará a exigir, a partir do dia 17 de janeiro, a...[leia mais]