Notícias

A+
A-

Além de restituir aos cofres municipais os R$ 270 gastos com quitutes, Antonio Carlos Régis terá de pagar multa de R$ 500 por uso indevido de dinheiro público.

30 de novembro de 2010













O Tribunal de Contas dos Municípios
acatou, nesta terça-feira (3011/), denúncia do vereador Eneliram Borges contra o
presidente da Câmara de Milagres, Antonio Carlos Régis, que teria pago salgadinhos com
dinheiro público.


Segundo o denunciante, Régis gastou
R$ 270 sob a alegação de “reunião extraordinária com os membros do
Legislativo municipal, serviço realizado no dia 05/05/2010”.


Só que nesse dia não
houve sessão na câmara e, por coincidência, era aniversário do presidente da
câmara.


Antonio Carlos Régis
tentou se defender, dizendo que Borges queria apenas “criar um fato político” e
que os salgadinhos na verdade se destinavam “a uma reunião na Faculdade de
Ciências Educacionais”.


Mesmo não se
comprovando o real destino dos quitutes, o relator do processo, conselheiro
Fernando Vita, decidiu multar o presidente da câmara em R$ 500 e determinou o
ressarcimento dos R$ 270 aos cofres municipais, já que o dinheiro público foi
empregado indevidamente, na compra de salgadinhos. Cabe recurso da
decisão.


Íntegra do voto do
relator
.
(O voto ficará disponível após conferência).



Smart News

Acompanhe a Gestão do Seu Município

Agenda

Confira a agenda do Tribunal para cada município. Clique na data destacada.

Últimas Decisões do Pleno


Mais Notícias

25/11/2021
Nordeste apresenta índices preocupantes sobre evasão escolar
Estudo sobre a Educação durante a pandemia, evidenciou as desigualdades regionais que...[leia mais]
24/11/2021
Prefeita de Sento Sé sofre representação ao MPE
Na sessão desta quinta-feira (25/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da...[leia mais]
23/11/2021
Webinário analisa estudo sobre “Permanência Escolar na Pandemia”
O Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), o Interdisciplinaridade e...[leia mais]
23/11/2021
Câmara de Paulo Afonso e de outros 19 municípios têm contas aprovadas
Os conselheiros e auditores da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia...[leia mais]